quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

BOOK TOUR: Lisa Marie Rice - Midnight Promises (Midnight #5)


Ficha técnica: Midnight Promises
Autora: Lisa Marie Rice
Editora Carina Press
Lançamento original: 19/JANEIRO/2015
Lançamento BR: ainda não
197 páginas

Review in Portuguese

(English review scroll down) 

Penélope foi criada para nunca conversar com um estranho ou brincar com um desconhecido. Seus pais Nobel e Anastácia não a incentivavam a dar um olá para o vizinho, a dormir na casa de um colega ou mesmo ter um amigo. Seus pais desconfiavam da própria sombra, o que fez sua vida ser pacata, chata e aborrecida.

Desde pequena sua válvula de escape foi se aventurar no mundo virtual, para a solidão deixar de ser real. Essa foi a maneira que ela encontrou para ter um contato mais íntimo com o desconhecido, as aventuras digitais atenuavam sua amargura abrindo um mundo de novas descobertas.

Ela foi criada numa redoma de indiferença e falta de carinho. A única emoção que agitava sua vidinha sem sal e sem açúcar eram as mudanças constantes de cidade, as trocas de nome e de identidade. Ela nunca soube exatamente o porquê de tanto Hitchcock, só sabe que seus pais migraram da antiga União Soviética logo após seu pai ter ganhado o idolatrado prêmio sueco de física.

Tanta dedicação e solidão aliado a sua genética phodida, faz dela uma expert e uma nerd de primeira linha. Seu notebook é um protótipo digno de uma Guerra nas Estrelas, e que infelizmente ainda demorará décadas a ser lançado por aqui. Para se ter uma ideia, caso ele fosse comercializado seria pela bagatela de 50 mil dólares, pois só falta servir cafezinho!

Não tive como não pensar no que o irmão da Adriana faria se ele pudesse botar as mãos nessa belezura. Provavelmente esse Boattini teria uma síncope e iria viajar na maionese e pirar na batatinha, surtando em meio aos delírios dos orgasmos múltiplos dos terabyte ensandecidos!

Penélope mudou de nome mais vezes do que trocou de calcinha. Com a morte dos pais acredita que o perigo inexplicável que sempre rondou o sio cuore escafedeu-se e, para se libertar dessa nhaca, decide mudar de nome pela última vez. Agora ela quer ser chamada de Garcia, Penélope Garcia!

Ela conheceu Picasso enquanto trabalhava com identidades trocadas pela internet, se tornam grandes amigas após tê-la ajudado num babado de troca de documentos bem sinistra. A amizade floresce e fortalece apesar de não se conhecerem pessoalmente. Um dia Penélope Garcia decide fazer uma visita surpresa para conhecer a cara de quem ela já fez o crachá.

Devido às desconfianças e o medo do desconhecido, ela fez suas compras no mundo virtual e poucas vezes pisou numa loja real. Então dá para se entender o fascínio que a acomete quando Penélope se depara com as diversas lojas do aeroporto. Garcia se encanta com o cheiro das perfumarias, enlouquece com tantos modelos de sapatos, delira na diversidade de bolsas e fica extasiada com o aroma do couro.

Perdida nos delírios olfativos e visuais ela quase tem uma congestão sensorial. O que faz com que Penélope baixa a guarda e deixe de lado as apreensões e desconfianças sem fim. É nesse exato momento que Garcia sofre um Criminal Minds e se vê acuada e raptada por Bandidovitch.
Ele lhe dá um gancho de direita e a imobiliza. Para impedir que peça socorro, num verdadeiro risca faca ele fura o seu bucho, o que a deixa fraca, sangrando e quase perdendo os sentidos. Já sem forças, num ato de coragem e de extrema ousadia, ela lhe dá um golpe de mestre digno de um verdadeiro terrorista.

Aos trancos e barrancos chega à casa da amiga, mas mal adentra o recinto desfalece e cai nos braços de Morfeu. Picasso fica estática. Brutus estarrecido. O único a ter o reflexo e a ampara prontamente é Derek Morgan.

Ambos são ex Seal e trabalham numa empresa de segurança. E como é de conhecimento de todos e felicidade geral da nação, eles têm um imenso e incomensurável corpão 4x4 Off Road. Derek é assustadoramente grande e tem o charme do Thor e, devido aos inúmeros salvamentos heroicos como médico nos campos de batalhas, seu corpo mais parece com o do Homem do Ferro.

Quando Penélope sai do limbo e volta do mundo dos mortos vivos, percebe que Derek Morgan não só ficou em vigília ao seu lado como prontamente doou o sangue que corre em suas veias. Só então ela começa a botar reparo nesse atencioso Men.

Derek é um homem que pode ser considerado bonito e chamativo devido a seu imenso tamanho, mas ao vê-lo as pessoas costumam mudarem de calçada com medo do seu olhar penetrante, o que as impedem de ver sua alma sofrida ou de perceber sua personalidade gentil. Morgan fica surpreso ao ver que está sendo apreciado por Penélope, sem que a Garcia demonstre medo ou temor com a sua aparência sombria.

Logo de cara ele sente sua próstata comichar e sio cuore convulsionar diante de tanta emoção. O nervosismo é tanto que ele troca o seu palavreado monossilábico por um linguajar cheio de palavrões...

— Queria tanto botar as mãos naquele filadap... ops asqueroso Men!

— Ahhh se eu encontro ele na minha frente Caráaagli... ops desculpa aí!

— Ai que Merda, ops Bosta, ops é melhor eu calar a minha boca!

— Mermão don’t worry. Sei que palavrão faz parte do mundo de um Seal. Não se reprima que isso faz parte do seu sex appeal!

Ao ver que ela corre perigo, como todo Hominho di Papel que povoa nossos sonhos ensandecidos, não só ele salva a sua vida como ainda cuida dos seus curativos. Ele é um chef de mão cheia e a alimenta fazendo aviãozinho. Além de carregá-la pra cima e pra baixo no colo, como se fosse uma frágil bonequinha.

Diante de um homem desse tamanho, é um charme vê-lo pedir...

— Posso te beijar?
— Posso te tocar?
— Posso phoder contigo?

Quando ela bota reparo no seu playground. Qual é a reação da mina?

— Are baba! Isso é um martelo, uma furadeira ou uma britadeira? Pelo amor di Deus... Essa Minalba é de verdade? Posso comer um naco dessa Marba?
Agora eu te pergunto...

O quê? O quê? O quê ele pensa após poucos dias em sua companhia?

— Afê Maria! Demorou, mas finalmente achei o meu Casal Sagrado do Caráaaglio!

Confesso a vocês que ao ler os Hominhos di Papel da Lisa Marie Rice, meu cuore enlouquece, meu útero se contrai e meus ovários pulam ensandecidos diante da qualidade dos seus Men. Diante do exposto, cá entre nós, não tem como não ficar deprimida!

Review in English

Penelope was created to never talk or play with a stranger. Her parents Nobel and Anastasia not encouraged her to say hello to the neighbor, to sleep in the house of a colleague or have a friend. Her parents were suspicious of their own shadow, which made her life be quiet, boring and boring.

Since childhood her escape was to venture into the virtual world, for solitude ceases to be real. That was the way she found to have a closer contact with the unknown, digital adventures softened her bitterness opening up a world of new discoveries.

She was raised in a bubble of indifference and lack of caring. The only emotion that stirred her little life without salt and sugar were the city of constant change, trade name and identity. She never knew exactly why this Hitchcock, just know that her parents migrated from the former Soviet Union soon after her father won the idolized Swedish Prize in Physics.

Such dedication and solitude combined with its screwed genetics, makes her an expert and a nerd first line. Your notebook is a worthy prototype of a Star Wars, and that unfortunately still take decades to be released here. To get an idea if it would be marketed would be the tune of $ 50,000, for lack only serve coffee!

I had to not think about what the brother of Adriana would if he could get his hands on this gorgeous polish. Probably this Boattini would have a fit freaking out delusions of multiple orgasms of crazed terabyte!

Penelope changed her name more often than changed her underwear. With the death of parents believe that there is no danger, so she decides to change her name for the last time. Now she wants to be called Garcia, Penelope Garcia!

She met Picasso while working with identities exchanged over the Internet, become great friends after helping her a frill of well sinister document exchange. Friendship flowers and strengthens despite not know personally. One day Penelope Garcia decides to make a surprise visit to meet her friend.

Because of mistrust and fear of the unknown, she made her purchases in the virtual world and rarely set foot in a real store. Then gives to understand the fascination that affects when Penelope is faced with several airport shops. Garcia is delighted with the smell of perfume, goes crazy with so many models of shoes, doting on diversity of bags and is ecstatic with the leather aroma.

Lost in the olfactory and visual delusions she almost has a sensory congestion. What makes Penelope guard down and let go of the concerns and endless suspicions. It is right now that Garcia suffers Criminal Minds and finds herself trapped and kidnapped by Bandidovitch.

It gives you a right hook and immobilizes. To prevent ask for help, a real letter knife he sticks her stomach, leaving her weak, bleeding and almost losing consciousness. No longer strong enough, in an act of courage and extreme boldness, she gives him a worthy master stroke of a real terrorist.

Finally she arrives at her friend's house, but hardly enters the room faints and falls into the arms of Morpheus. Picasso is static. Brutus terrified. The only one to have the reflection and readily supports is Derek Morgan.

Both are former Seal and work in a security company. And as is known to all and the happiness of the nation, they have a huge eforte body. Derek is frighteningly large and has the charm of Thor and due to the many heroic rescues as a doctor in the fields of battles, your body sounds most like the Iron Man.

When Penelope around the world of the living dead, realizes that Derek Morgan not only was awake beside him as promptly donated the blood that runs in their veins. Only then did she realize how much he is gentle.

Derek is a man who can be considered beautiful and flashy because of its immense size, but to see it people often change their sidewalk afraid of his piercing gaze, which prevent them from seeing his soul suffered or realize his gentle personality . Morgan is surprised to see being enjoyed by Penelope without the Garcia shows fear or dread with its dark appearance.

Right away he feels your prostate itch and cuore sodium convulse before so much emotion. The nervousness is such that he changes his monosyllabic verbiage for a language full of swearing...

— Ahhh if I meet him in front of me Shit .. ops excuse me!

— Oh Shit that, ops guess I better shut my mouth!

— Brother, don’t worry! I know that curse is part of the world of a Seal. Do not repress yourself that this is part of your sex appeal!

When she is in danger, as all Paper Man that people our crazed dreams, he not only saved her life but also for her own healing. He's a handful of chef and feeds doing little plane. In addition to charging it to up and down in her lap, like a fragile doll.

Before a man that size, is a charming see him ask ...

— Can I kiss you?
— Can I touch you?
— Can I fuck you?

When she notices in their playground. What is your reaction?

— Are baba! This is a hammer, a drill or a jackhammer? For the love of God... This is real? May I taste a little? Now I ask you ...

What? What? What does he think after a few days in her company?

— It took but finally found my Sacred Mate's Fuck!

I confess to you that reading the Men of Paper of Lisa Marie Rice, my heart goes crazy, my uterus contracts and my ovaries jump crazed on the quality of this Man. Therefore how not to get depressed?

13 comentários:

  1. Arre égua, que essa resenha me fez sacudir o esqueleto de tanto rir... kkkkk
    E os apelidos? Eu sabiiiia que não passaria em branco aquele trabuco!! kkkk
    Boattini, como sempre sua resenha é impagável!!!
    A minha tá de parabéns pela criatividade sempre em alta dessa cabecinha. Que Deus abençoe e não deixe faltar...rs
    Bjs e até dia 24!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tininha... A Adriana é que tem a agradecer pela amiga ter feito tão prontamente a tradução Herbert Richards para a Boattini! Valeu mermã!

      Excluir
  2. A minha não, a mina!!! rsrsrs
    Correção por causa da pressa....rs

    ResponderExcluir
  3. Rindo muito aqui... só a Adriana para me fazer dar tantas risadas... aliás já comecei a ler a resenha com um sorriso no rosto, pq já esperava o estilo irreverente dela de escrever! Amei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lu... sua presença é apreciação é uma honra pra mim!

      Excluir
  4. Suas resenhas sempre me fazem rir muito!!! Doida pra te conhecer, doida!
    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vânia... aguarde que faltam poucos dias para a Nunes conhecer a Adriana, olhando na cara e no crachá doida da Boattini! É nóis na fita Men!

      Excluir
  5. Pensem no música do Rei Julian de Madagascar (Eu me remexo muito)
    Agora apliquem aqui

    E eu tô rindo muito,
    E eu tô rindo muito,
    E eu tô rindo muito,
    MUITO!

    É assim que estou depois da resenha da Adriana...

    Quando eu puder respirar... volto e comento um pouco mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caroline... com um Derek Morgan dessa categoria... A gente também poderia se mexer ao som do Lepo Lepo! Arte égua!

      Excluir
  6. Quando vejo que vem algo escrito pela Boattini a Cristina já começa a sorrir e no evoluir da leitura a Maria já caiu na risada com o que a Adriana criou nesta mente Adriboa, para alegria e glória da Maria Cristina e de todo mundo que navega nesta universo. Agora a pergunta: adonde encontro este cabra arretado ou algo parecido? rsrsrs....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cristina...
      Avisa a Maria que o bagúio tá phoda, se já é raro encontrar um Men di verdade, que dirá encontrar um com as qualidades inerentes a um Hominho di Papel! Adoraria poder te dar as coordenadas GPS desse idolatrado, mas infelizmente não sabemos o Zap Zap nem pra remédio uterino ou acidente ovariano vascular! Tá phoda essa fita mermã!

      Excluir
  7. MeuSenhordocéu...comecei a ler a resenha e fiquei meio assustada.......até perceber do que se tratava...kkkkkkk
    Muito hilário,ri muito!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Emiko...
      MeuSenhordocéu! Quase que te mando uma Tecla SAP, mas ao ver que a mermã começou a entender o bagúio ensandecido fiquei mais tranquila!

      Excluir